Com câncer no estômago, Déda inicia quimioterapia

Compartilhar:
Imprimir Aumentar Texto Diminuir Texto
O governador Marcelo Dpeda
O governador Marcelo Dpeda

Clique nas imagens para ampliar

Publicada em 02/10/2012 às 02:56:00

O primeiro Boletim Médico emitido pelo Hospital Sírio-Libanês, em São Paulo, sobre o estado de saúde do governador de Sergipe, Marcelo Déda, confirma a presença de um câncer no sistema digestivo. Divulgado às 17h15 de ontem, 1º, o boletim diz que Déda segue internado no hospital, tendo como diagnóstico uma neoplasia gastrointestinal. "O paciente iniciará tratamento quimioterápico", informam os médicos Roberto Kalil Filho e Paulo M. Hoff.

O tratamento por quimioterapia será feito por um período que ainda está sendo definido pela equipe médica. Nessas circunstâncias, o governador não irá votar nas próximas eleições de 7 de outubro, já que continuará internado em São Paulo.

Há duas semanas, Déda sentiu uma indisposição na região do abdome, em meio a uma agenda intensa de audiências públicas e atividades eleitorais. Os primeiros exames, ainda em Sergipe, identificaram uma inflamação no cólon.

Com o primeiro diagnóstico, Déda suspendeu suas atividades. O vice-governador, Jackson Barreto (PMDB), assumiu interinamente a administração.

Ainda não há previsão de retorno de Déda a Sergipe. Na quinta-feira (27), Jackson reuniu secretários, explicou a situação da saúde do governador, pediu que o ritmo da gestão fosse mantido e pediu que todos continuem participando da campanha de Valadares Filho (PSB), candidato a prefeito por Aracaju apoiado pelo governo.

O próprio Déda, ainda na quinta-feira, havia afirmado, em mensagem publicada na internet, que estava "em Sampa fazendo exames" e convocou a militância a ir às ruas fazer campanha para Valadares Filho, que tenta levar para o segundo turno a disputa contra João Alves Filho (DEM).
Na mesma quinta-feira passada, ele viajou a São Paulo justamente para aprofundar os exames no Sírio-Libanês.

Mesmo internado, o governador Marcelo Déda gravou ontem de manhã vídeos em apoio a candidatura do deputado Valadares Filho (PSB), que disputa a Prefeitura de Aracaju em coligação com o PT. No vídeo, ele também pediu votos para a legenda do PT, no sentido de reforçar a chapa do partido para a Câmara Municipal de Aracaju.

O governador Marcelo Déda também gravou mensagens de áudio em apoio aos candidatos do bloco aliado dos municípios de Japaratuba, Itabaiana, Poço Redondo, Nossa Senhora da Glória e Tobias Barreto.
Em outubro de 2009 o governador havia passado 100 dias fora do Estado por conta de complicações com a saúde. Na ocasião, também em São Paulo, uma tomografia revelou um nódulo benigno no pâncreas de Marcelo Déda. O tratamento foi feito de imediato.

Na volta a Sergipe, o governador achou por bem explicar melhor a situação. "Existe câncer do pâncreas e câncer no pâncreas. A primeira hipótese foi absolutamente descartada, mas os médicos fizeram uma biópsia do material para verificar a segunda", disse à época. Desta vez, o problema foi constato no estômago do governador.